Município tem Conferência de Assistência Social

Município tem Conferência de Assistência Social

A Conferência Municipal de Assistência Social de Aparecida do Rio Negro foi realizada nesta quinta-feira, 5, no Centro de Referência em Assistência Social (Cras), e contou com a presença de autoridades, usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas), integrantes do Conselho Municipal de Assistência Social, e equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

A Conferência é um espaço de debates e discussões, para que o Poder Público possa adotar políticas ouvindo os usuários e as pessoas que precisam de uma assistência social proativa, democratizando as ações e oportunizando as pessoas para que possam dar sugestões nos diversos temas.

O prefeito Deusimar Amorim destacou a importância da participação do público em momentos de decisão como este. “Tudo que temos procurado fazer é para que cumpramos corretamente a legislação, e eu tenho orientado os secretários para isso, para que o Município não fique prejudicado, pois o recurso vem somente para o cumprimento das exigências. Estamos finalizando nosso 7º ano de gestão, com atrasos de repasses dos governos Federal e Estadual, e muitas vezes as pessoas não sabem como funciona, por isso é preciso participar”, reiterou.

Os participantes foram recebidos com um café da manhã que foi servido a todos. A abertura contou com momento de oração e uma linda apresentação cultural de idosas do Grupo “É Preciso Saber Viver”.

A secretária Municipal de Assistência Social, Ana Cláudia Gorosthides falou aos presentes sobre a diferença da assistência social e do assistencialismo. “Quando se trabalha com responsabilidade e compromisso, a assistência social busca a emancipação da nossa população mais vulnerável, a autonomia das pessoas para que trabalhem e cresçam economicamente. É com essa certeza que temos buscado trabalhar desde nossa primeira gestão. O dever mais nobre e essencial do Município é eliminar ou diminuir a vulnerabilidade dos que mais precisam, sem mantê-los dependentes. Trabalhamos para que isso aconteça com um sistema público que garanta a proteção social e amplie direitos na direção de um Brasil mais justo”, disse ela.

Após ser declarada aberta pelo presidente do Conselho Municipal de Assitência Social, Felipe César, a Conferência seguiu com a palestra da assistente social Naiane Sousa, que falou sobre os objetivos do encontro por meio de uma dinâmica. “Nós temos que sair do estado de inércia para que as coisas evoluam, e a história do Suas mostra isso, que com pequenos passos avançamos com a participação de cada um”, ressaltou a palestrante.

Assim, os participantes foram divididos em três grupos, onde cada um debateu um eixo: Assistência Social como direito do Povo; Financiamento público; e Participação Social. Ao final, em plenária foram eleitos os delegados que representarão o Município na Conferência Estadual, e aprovadas as propostas referentes a cada eixo.

O evento foi encerrado com o almoço que foi servido a todos.

IMG3884
IMG3839
IMG3945
IMG3944
IMG3940
IMG3934
IMG3914
IMG3910
IMG3906
IMG3902


Imprimir   Email